outubro 2008


 

Para lê-lo, clique aqui.

Para baixar o arquivo em .pdf, clique aqui.

Para ouvir a trilha sonora desse episódio, clique aqui.

Há três meses tudo não passava de um tópico em uma comunidade do orkut, e agora, vejam só, finalmente estamos apresentando o primeiro episódio dessa história. Se você é novo por aqui, antes de lê-lo, aconselho que dê uma xeretada no blog, fique por dentro do que se trata a historia, no que consiste o projeto e se familiarize com os personagens. Se a preguiça for grande e/ou o tempo curto, leia pelo menos esse post: Os Andrades: todas as famílias numa só. Assim, você estará apto a ser um agregado da família.

Bom, falando do que interessa. Posso dizer que tive a feliz e ingrata tarefa de ser a pessoa a escrever o episódio que seria o ponta pé inicial do Em Família, sua carta de apresentação, sua primeira impressão (e dizem que é a que fica). No entanto, não posso dizer que fui obrigada a isso ou mesmo escolhida para tarefa, pelo contrário, eu tomei a iniciativa de escrevê-lo depois de uma noite de inspiração. Isso mesmo, de uma hora pra outra, Bodas de Rubi brotou na minha mente sonolenta. Acontecimentos, cenas, diálogos, o aniversário de casamento, a expressão Andrade Express, enfim, praticamente tudo. A preguiça era grande, e eu só anotei algumas palavras e frases soltas e adormeci torcendo pra não esquecer dos pontos principais. Felizmente o déficit da memória foi pouco (pelo o que eu me lembre). No final do dia seguinte, eu já tinha escrito um esboço do episódio e mandado para os meus comparsas, que acabaram aprovando. E, após algumas (muitas) críticas e sugestões, eu terminei de escrevê-lo. Só espero que com ele, vocês consigam captar o espírito dos Andrades e se afeiçoe a eles e as suas histórias. Porque não foi fácil escrever um episódio que apresentasse todos os personagens como eles mereciam e ainda fazer isso dentro de um enredo que fosse interessante o suficiente para prender a leitura das pessoas.

A partir de agora, eu vou comentar a trajetória dos personagens no Bodas de Rubi, portanto, eu aconselho só continuarem a leitura depois de lerem todo o episódio (muitos spoilers!). Então, vão lá lê-lo, depois voltem aqui para confabular comigo, ok? Combinado? Te espero!

Tudo começa com Carol voltando para casa. Daí você que conhece Brothers & Sisters pensa: “como Kitty no piloto da série”. Mas algumas linhas depois, já poderá notar as diferenças. Para mim, a Carol faz um pouco o papel do leitor que ainda não está por dentro da dinâmica da família. Claro que Carol, como parte essencial do clã, sabe muito bem quem são os Andrades, mas, bem, como todos não cansavam de repetir, ela estava há três meses distante daquilo tudo (três meses!). Tempo suficiente para ela se sentir deslocada em algumas situações, mas pouco tempo para curar certas feridas. Então, Carol passeia pela história e tem momentos com cada um dos irmãos e pais.

Com Guilherme foi rápido, mas a gente nota que não existem ressentimentos ou assuntos mal resolvidos entre os dois, pelo contrário, há demonstrações explícitas de carinho e orgulho. Não me admiraria saber que Carol e Guilherme conversassem constantemente por telefone. Já com a mãe, existe claramente uma grande barreira, que só aumenta com essa tal entrevista. As duas estão num ponto do relacionamento onde qualquer tentativa de conversa soa estranha, e qualquer olhar torto se torna motivo de discussão. Entre elas, se tornou mais natural trocar farpas do que abraços. Isso também parece acontecer com Nora e Diva. E, devo confessar, foi difícil escrever para essas duas. Ainda não tenho certeza se encontrei o tom certo, mas fiz o máximo que pude.

Tem algumas cenas da Carol com os irmãos que eu gosto bastante. Por exemplo, eu adoro o fato de Tomás e Carol estarem brigados sem saberem o porquê. Sabe quando você briga com alguém que gosta muito, daí vocês ficam sem se falar por um tempo e quando se reencontram, ainda tem um pequeno sentimento de ressentimento, mas você simplesmente não lembra ou não liga mais para os motivos? Então, é como algo mínimo diante de algo máximo. Outra é aquela que ela conversa com a Sara, cada uma sobre um assunto diferente (acontece bastante comigo e minha irmã também). Isso não mostra desinteresse uma na vida da outra, pelo contrário, elas precisam que alguém escute aquelas, aparentemente, bobildas lamentações, e, bem, vocês sabem que são poucas as pessoas com quem podemos fazer isso sem parecermos fúteis ou anormais. Isso me lembra que Carol é, em muitos pontos, o meu oposto, no entanto, em tantos outros, somos bem parecidas. Ao meu ver, o que mais ela estava precisando quando voltou ao Rio era de abraços. Só recebeu do pai, e acho que essa vontade ficou guardada nela. Isso fica claro quando ela fala para irmã que às vezes tudo que ela queria era ouvir um “boa menina, Carol” da mãe. Carol parece ser o estereotipo da mulher moderna independente, mas morar em São Paulo é mais uma fuga do que uma conquista.

Júnior está solto no episódio, caminha sem direção, errando e errante demais. Imagino Júnior com um sorrindo triste, sempre, tentando aparentar que está tudo bem, e vivendo numa constante busca por algo que ele não sabe ainda bem o que seja. Já Tomás não parece desejar mais nada, se alguém está realmente feliz nesse episódio é ele. Sua amada esposa está grávida, e todos os demais problemas parecem pequenos demais agora. Só que implicar com o irmão mais novo é tão natural para ele, não é mesmo? É seu instinto protetor se manifestando, talvez não na melhor maneira, mas é o velho Tomás de sempre, aquele que implicava com os namorados da Sara e acompanhava Carlos nas baladas gays.

Eu me senti muito a vontade escrevendo as falas da Sara e do Carlos. A sensibilidade sarcástica dela e o sarcasmo rabugento dele. É, eu sou fã de sarcasmo quando bem aplicado. Já deu para perceber que Carlos exterioriza todos os seus problemas em forma de andrades express. Já Sara, em alguns momentos, parece usar do humor para fugir de seus problemas. No entanto, nem sempre o sarcasmo deles tem fonte escusa, os dois têm um humor apurado e natural. Por isso, eu queria passar uma tarde conversando com eles. Bom, Sara se preocupa com o trabalho, com a família e com o mundo – o mundo de suas pessoas. Às vezes se esquece que ela não pode ter tudo sob controle e não precisa sempre agüentar tudo sozinha. Carlos é semelhante à irmã também nesse aspecto, como o Andrade pacificador, ele está sempre mediando os atritos da família, é uma habilidade natural que ele cultiva há anos. Não à toa, tornou-se advogado.

Já que comecei a falar da Sara, não posso deixar de comentar sobre a família Andrade-Viana. Já posso dizer que Sá, Ferdi, Gabs, Rafa e Dudu são os meus xodós. Aguarde muitas cenas com esses cinco, pelo menos nos episódios que eu for escrever ou dar mais pitacos. Para mim é muito significante que o casamento de Sara e Fernando tenha sido precedido por uma amizade sólida. Eles se conhecem tão bem, são cúmplices, são íntimos e têm piadas internas e uma vida em comum. Porém, tudo isso é uma faca de dois gumes, como a própria Sara fala em seu discurso em homenagem a bodas dos pais: “Rubis são pedras muito preciosas, porém imperfeitas. E é isso que resume um casamento”. E eu digo mais: não só casamentos, mas toda e qualquer relação valiosa que temos.

Falando nisso, Guilherme e Nora, 40 anos! Não é para qualquer um. Não mesmo. Pense em tudo que eles tiveram que enfrentar e todas as diferenças que tiveram que contornar. Machado de Assis já disse que a dor também tinha suas volúpias, então, eu posso dizer, guardada as devidas proporções, que a felicidade tem suas aflições. Os dois casos valem para o casal e para a vida e a família que construíram. É de se admirar, mesmo que fuja da perfeição do idealismo.

Ah, eu ainda queria comentar da cena dos irmãos na biblioteca (eu sempre quis morar numa casa com uma grande biblioteca. Claro que os Andrades, donos de uma rede de livraria, iam ter duas de me fazer inveja) e como eles implicam um com outro. Andrades Express! Andrades Express! Queria falar também da conversa de Ferdi e Guilherme sobre filhos, do discurso da Sara sobre casamentos e brindes, da homenagem buarquiana de Guilherme para Nora (ah, Chico), da Vera (a furacão!) e de tantos outros detalhes, mas esse texto já ficou grande demais e meus irmãos vão brigar comigo por isso. Até a próxima, pessoas!

p.s. Quero agradecer ao meu amigo Bruno do Vale (el Fantine) por ter feito os lindos banners pro site e para divulgação. Às amigas Fernanda Pinho e Bruna Diel por terem lido esse episódio e dado suas opiniões. À Ferdi também por ter emprestado seu apelido ao Ferdi e sua data de nascimento à Carol, além das dicas sobre registro.

p.p.s. Ela escreve esse texto enorme e ainda coloca p.s.? Pois é, preciso melhorar nisso. Porém, não se preocupem, eu só volto a escrever no episódio 11, meus irmãos são bem menos prolixos.

 

 

Samara Andrade

Anúncios

Sim, sim, é amanhã! Enquanto isso… Mais duas sneak peeks. 😉

 

Carol/Tomás/Carlos:

Carol: Tomás, nós não estávamos brigados? – ela pergunta aparentando seriedade.

 

Tomás: Isso foi há três meses, Carol, supera isso. Eu nem lembro mais o que era – responde descontraído.

 

Carol: Eu prometi a mim mesma que nunca mais falaria com você, mas não me lembro bem por que… – fala pensativa.

 

Carlos: Você está sempre nunca mais querendo falar com alguém. – meteu-se na conversa.

 

Carol: Você quer ser o da vez? – perguntou em tom de desafio.

 

Carlos: Não seria uma má idéia. Me pouparia de muito falatório tucano. – ironiza.

 

 

Nora/Carol:

Carol está saindo no banheiro e esbarra na mãe.

 

Carol: Ops…

 

Nora: Lavou as mãos?

 

Carol: Claro!

 

Nora: Porque você não lavava quando era pequena. – Carol suspira.

 

Carol: Olá mãe! – tenta recomeçar a conversa.

 

Nora: Olá! Como vai, Carol? Fico feliz que tenha podido comparecer às Bodas de Rubi de seus pais.

 

Carol: Mãe…

 

Nora: Não, sério, me sinto honrada, afinal você é tão ocupada. Cheia de entrevistas importantes – diz sarcástica e Carol a olha desconfiada.

 

Carol: Parabéns de qualquer forma… Não vamos brigar hoje, ok? Pelo papai. – e sai antes que a mãe fale algo. Nora fica p. da vida.

 

Nora: Volte aqui, menina, que arrogância! Ana Carolina!

 

Carol pára e se vira.

 

Carol: Que foi? – pergunta impaciente

 

Nora: Soube que você vai conversar com Rodolfo Antunes – fala em tom de acusação.

 

Carol: Entrevistar.

 

Nora: Que seja… – lança um olhar triste para filha – Isso vai acabar com sua avó.

 

Carol: É meu trabalho, mãe. Não estou fazendo isso para atingir ninguém.

 

Nora: Como sempre você não pensa nas conseqüências de seus atos, sempre escolhe o lado errado. – critica.

 

Carol: Lado errado? – parece confusa.

 

Nora: Incentiva o próprio irmão a abdicar de seu futuro largando a faculdade não foi… – é interrompida por Carol.

 

Carol: Pelo amor de deus, mãe! De novo esse assunto… Não agüento mais, me dá licença. – sai de vez, deixando a mãe irritada.

 

 

 

É AMANHÃ! =D 20hs! =D

 

Os Andrades

Ok, pessoas, chega de posts extras!

Agora, vamos ao que interessa: a nossa promo (a sinopse do episódio) e uma sneak peek. =)

Mais sneak peeks vêm amanhã e quinta-feira. Antes da estréia na sexta! 3 dias!

 

Sinopse do 1×01-Bodas de Rubi:

Toda a família Andrade está às voltas com a festa de 40 anos de casamento de Nora e Guilherme. Segredos e intrigas despontam e velhos e novos problemas entram em cena. Pelo menos eles também têm velhos e novos motivos para comemorarem e permanecerem unidos. 

 

Sneak Peek 1 – Sara e Tomás:

Tomás: Eu poderia fazer isso sozinho.

 

Sara: Não, não poderia, você sabe.

 

Tomás: Eu tenho as mesmas credenciais e, inclusive, os mesmos genes que você.

 

Sara: Para você ver que diploma e genética não é tudo. – sorri irônica.

 

Tomás: Isso não é hora para os seus Andrades Express, engraçadinha. – lança um olhar sério a irmã.

 

We’re saving the best for last. =P

Fiquem atentos!

 

Os Andrades

Para aumentar a imagem, clique sobre ela.

Para ler a entrevista inteira, clique aqui.

 

Os Andrades

Durante sua leitura você, ilmo. leitor, vai encontrar referências ao local de trabalho dos nossos personagens. Para facilitar sua imersão no universo de Em Família, preparamos mais um post introdutório.

A livraria Andanças é um lugar aconchegante e familiar. Presente há quase 40 anos na cidade do Rio de Janeiro, destacou-se pelos seu charme clássico e pelos eventos que realizam. Seus chás literários, saraus e festas de lançamento são bastante conhecidas e fazem muito sucesso. Sua sede, em Ipanema, possui em seu acervo, quase 20000 títulos disponíveis para leitura, além de um maravilhoso bar com música ambiente. Tudo para entreter o nosso cliente.

O jornal Ágora e o canal Pólis fazem parte do conglomerado Ágora Comunicações, que existe desde 1908. A empresa surgiu com a criação do jornal Ágora, em 1908, que rapidamente se tornou um veículo de informação tradicional na cidade de São Paulo e, mais tarde em todo o estado. Recentemente, passou a ser distribuído em todo o país. Seu jornalismo limpo, íntegro e imparcial o fizeram um dos jornais mais lidos do Brasil. A mesma confiança que o leitor tem com o jornal ele passou a ter com a Pólis, canal de TV aberta que surgiu em 1988, na comemoração dos 80 anos do Ágora. Ele surgiu como uma alternativa aberta de primeira qualidade em jornalismo, dramaturgia e entretenimento. Ao contrário do padrão de dramaturgia brasileiro, optou em investir no formato seriado. Decisão esta que se mostrou bastante acertada, tendo em conta os níveis de audiência. Fazem parte desse conglomerado mais 9 canais de TV e mais um jornal e 10 revistas.

Tradicionalíssimo na cidade do Rio de Janeiro e atuante em vários outros Estados, o Barbosa-Lima Advocacia é famoso por defender com maestria seus casos, muitas vezes, de grande relevância para a sociedade. Surgiu quando dois jovens visionários resolveram montar um escritório para si mesmos. Guilhermina Lima e Maurício Barbosa abriram as portas em 1962 e continuam até hoje atuantes na firma que situa-se no mesmo prédio, recém-reformado, na Urca.

A Vértice Arquitetura & Construtora está há mais de 10 anos no ramo. Com profissionais antenados aos novos padrões estéticos, ela vem ganhando espaço no mercado ao exibir seus projetos em grandes show-rooms. Além de projetos arquitetônicos e de atuar como construtora, Vértice se aventura com confiança e profissionalismo no setor de desenho de interiores e decoração.

Então? Está esperando o quê? Faça-nos uma visita! Aliás, várias!!!

Volte sempre! E fique com mais esse vídeo promo com a nossa música tema Sometimes You Can’t Make It On Your Own, do U2:

 

Bom, agora que vocês já estão familiarizados com o projeto, com as personagens e com os autores, é hora de conhecer o blog que vai hospedar isso tudo. Para falar mais dele, eu vou dividir em alguns tópicos. Até porque, facilita a leitura.

 

Seções – Vocês já devem ter percebido, mas vou reforçar, que nosso blog é dividido em seções. Há a seção dos Episódios, Sobre, Extras e Fale Conosco. Para acompanhá-las, utilize a barra lateral, ou a de cima.

Na primeira, vocês podem acompanhar os episódios e ter mais detalhes sobre sinopses, nomes e autores de cada episódio. Nessa seção, há uma sub-seção, a da Primeira Temporada. Por enquanto, só ela, pois só temos uma temporada. Os episódios serão postados como sub-sub-seções. O primeiro poderá ser encontrado aqui a partir do dia 31/10!

Na segunda seção fica a Sinopse, onde pode ser encontrado uma preview geral da história do seriado, Autores, onde é encontrado um pouco sobre a gente. Meio que um resumo do que foi dito na outra postagem, e Personagens, com informações mais básicas do que aquelas aqui já dadas, que dizem respeito à personalidade, das personagens mais importantes de Em Família.

Na seção de Extras, você pode encontrar mais sobre o nosso universo. Vídeos, Imagens e Textos, que ainda está por vir. Já na Fale Conosco, há o contato (email e orkut) para você mandar sua opinião, crítica, elogio ou qualquer coisa. Ah, e além disso tudo, há também a página Inicial de postagem. Só encontrada no menu lá de cima.

 

Comentários – Sim, além do email e do orkut, deixados na página de Fale Conosco, existem também os comentários! Existem dois lugares nesse site que aceitam comentários: As páginas dos episódios. Para eles serem comentados, e esta pagina de postagens. Nas páginas dos episódios, ele fica bem claro, mas nessa nem tanto. Ele está ali em cima, embaixo do nome do post. Dêem uma testada se leram isso! =P

 

Busca – Também temos um sistema de buscas! Veja! Ele está ali do lado e é bem simples. Só coloque lá o que você quer procurar, e ele acha para você dentro dos domínios do blog.

 

Cronograma de Postagens – Vocês já devem ter visto que nós estamos postando de dois em dois dias. Isso não é ao acaso. A idéia foi criar um sistema de postagens para que vocês conhecessem mais sobre nós antes da estréia do dia 31/10. Após esse período, as postagens serão aleatórias e falarão sobre assuntos diversos, dentro do nosso universo. Só três postagens serão constantes:

– A promo do novo episódio, que na nossa versão escrita se resume por uma sinopse. Ela vai direto para a página da Primeira Temporada também, quando lançada no blog. Ela deve acontecer 5 dias antes do episódio.

– Dentro desses 5 dias virão duas sneak peeks para atiçar vocês e não deixar a espera pelo próximo episódio tão monótona. Elas serão cenas ou parte de cenas do próximo episódio. A promo e as sneak peeks do 1×01 estarão saindo dentro em breve! Aguardem!

– A postagem do autor do episódio a ser colocado no ar. Essa postagem acontece no mesmo dia que a publicação do episódio. Então a do 1×01 virá dia 31/10. Essa postagem falará mais sobre o processo de escrever o episódio e a expectativa do autor para os leitores. Será o único assinado por alguém em específico.

 

Cronograma de Episódios – Os episódios serão postados todo dia terminado com 0, como consta na página da Primeira Temporada, às 20h. Então, o primeiro virá dia 31/10, o segundo dia 10/11, o terceiro dia 20/11, e por aí vai. Com excessão do primeiro episódio, dia 31; do hiatus de Natal e Ano Novo, que pulará o dia 30/12; do 12º episódio, pois como fevereiro tem apenas 27 dias, seria muito tempo entre dia 20/02 e 10/03; e do hiatus de Páscoa, que pulará o dia 30/03.

 

Trilha Sonora – Todo episódio terá para si uma trilha sonora. Esta trilha terá sua playlist hospedada no site deezer.com e seu link será fornecido no começo do episódio com este símbolo: ♫. Antes de cada cena, será também fornecido o link para a música pertencente a essa cena com o mesmo símbolo. Mais sobre isso está explicado na página dos Episódios.

 

Atualizações – Á partir do dia 31/10, toda atualização feita no blog – adição de novos elementos, como vídeos, textos ou imagens, substituição de algum material, publicação de novo episódio – será feita pela página de postagens, essa daqui. Seja um adendo embaixo da postagem principal, ou se ela não existir, uma postagem somente para a atualização.

 

Acho que é só isso que precisam saber para compreender o funcionamento da nossa ‘casa’. Fiquem com um vídeo promo mais compridinho agora, com a música tema: Sometimes You Can’t Make It On Your Own, do U2.

 

Os Andrades

A reunião de seis pessoas de diferentes lugares do país (e, agora, do mundo) não poderia resultar em algo certinho e linear. São 6 culturas diferentes, 6 criações distintas, 6 humores, 6 personalidades, só uma coisa em comum. A paixão por Brothers and Sisters.

Paixão essa que os uniu e os fazem tocar esse projeto. Durante os nossos posts na comunidade de Brothers and Sisters, em fotos de orkut, ou até mesmo em comentários aqui no blog, vocês vão ler a expressão ‘Andrade Express’. Logo no primeiro capítulo, vocês vão entender o significado disso. Mas, enquanto vocês não sabem, fique apenas com o nível de Andrade Express de cada um. Conheça agora os 6 autores do Em Família, que já são uma família a parte, tão querida e tão peculiar quanto os Andrades.

 

A Samara é quase a produtora executiva da série. É a mais organizada e isso passa para todos os outros membros da família. É sempre ela que marca as reuniões, que decide a formatação dos arquivos, que atualiza os milhões de cronogramas que ela mesma faz. No começo de tudo, todo dia pela manhã, os outros 5 Andrades acordavam com no mínimo 3 e-mails da cearense para resolver algum coisa do projeto. Digamos que isso era contagiante, e hoje, eles acordam com no mínimo 3 e-mails de todos os 6 Andrades. E, acreditem, eles não se perdem e se entendem muito bem.

Nível de Andrade Express emitido: * * * *

Nível de Andrade Express recebido: * * *

 

O Fábio está morando atualmente na Áustria. Dizendo ele que foi estudar, mas os Andrades até agora não tiveram provas concretas disso. É um baladeiro de plantão. Segundo ele, quando morava aqui, tinha a balada de segunda, a balada de terça, a de quarta, ou seja, tinha balada todo dia. Mas acreditem, ele trabalhava quando morava aqui. O Fábio não gostava muito de dirigir quando no Brasil. De acordo com relatos do mais velho dos Andrades, os motoqueiros perseguiam os seus retrovisores. Ele tem um apelido peculiar entre a família, que, por medo do assédio de fãs, o mesmo pediu que não fosse revelado.

Nível de Andrade Express emitido: * * *

Nível de Andrade Express recebido: * * * *

 

O Filipe faz dois cursos em duas universidades diferentes. Um dos cursos é Letras, o que o torna o Andrade que mais corrige os episódios, para que tudo venha certinho, concordante e coerente para o blog. Um fato curioso: mesmo sem conhecer o Filipe, duas amigas de dois Andrades diferentes se encantaram pelo cara de Silva Jardim. Uma só porque soube que ele era solteiro, e outra só por causa do nome dele. De acordo com essa futura fã do rapaz, Filipe com ‘FI’ tem um ‘quê’ a mais.

Nível de Andrade Express emitido: * *

Nível de Andrade Express recebido: * * * *

 

A Polly, ou Pollyzinha para os íntimos, é a mineirinha da família. Doce como o doce de leite da terra. Sempre com o seu sorriso de orelha a orelha nas fotos e um coração do tamanho do mundo. Ajuda os outros irmãos da família sem nem pensar duas vezes. Disputa com a Samara o título de ‘Mais viciada em séries’ da família. Vive repetindo que quando chega a temporada de Seasons Premiere ela não dorme direito.

Nível de Andrade Express emitido: * *

Nível de Andrade Express recebido: *

 

O Edízio é maranhense e estuda Relações Públicas, curso que o Rodrigo pretende seguir. Já dá pra notar como o Edízio é um exemplo para o caçula dos Andrades. Ele teve a idéia da Fanfic e no começo não acreditou que alguém fosse se interessar e com uma semana, já estava surpreso com o andar da carruagem. É bem humorado sempre e faz piada com tudo.

Nível de Andrade Express emitido: * * * * *

Nível de Andrade Express recebido: * * * * *

 

E, por último, mas não menos importante, Rodrigo, o mais novo. Conhecido pelos Andrades como menino prodígio, ele se autodenomina Robin. É o diagramador do blog e quem o atualiza também. Fez uma viagem recente para Porto Seguro, que teve conseqüências inesquecíveis em sua vida, mas ele até hoje não revelou para os demais irmãos. É o que passa mais tempo online dos Andrades.

Nível de Andrade Express emitido: * * * * *

Nível de Andrade Express recebido: * * * * *

 

Agora que você conhece os personagens e os autores do Em Família, já pode se sentir mais em casa ainda. Afinal, família é tudo igual, não é mesmo?

 

 

Os Andrades

Próxima Página »