setembro 2009


202p

Para ler o episódio, clique aqui.

Para baixar o episódio em .pdf, clique aqui.

Às vezes a vida nos obriga a fazer escolhas difíceis. Escolhas que não estão certas nem erradas, mas cheias de dúvidas. Por isso, a todo instante, buscamos razões para justificar essas escolhas, para nos confortar quando a consciência pesa. Mas apenas por pouco tempo.

Nora tenta proteger a sua família a todo custo. Mas o que fazer quando se percebe que a ameaça vem de dentro? O que fazer quando tudo indica que você deve escolher um lado? Nora escolheu. E espera estar fazendo a coisa certa.

Filipe Andrade

Sneak peak 2

Sara estava andando rápido, com duas resmas de papel em mãos quando vê Patrícia, secretária de Tomás, falando ao telefone.

Patrícia: Está bem, Tom…

Sara se aproxima e a secretária pára de falar.

Tomás: Patrícia? Patrícia?

Sara a olha com reprovação e estende a mão. Patrícia lhe entrega o telefone.

Tomás: Patrícia?

Sara: A Patrícia está a um passo de ganhar uma bela de uma suspensão – diz, enquanto entrega as resmas a secretária amedrontada.

Tomás não responde.

Sara: Eu sei que você está aí, Tomás! Eu ouvi vocês conversando. Eu consigo te ouvir respirando!

Tomás decide falar.

Tomás: A culpa foi minha, eu é que liguei.

Sara: E eu não sei disso? Agora nem pense em desligar esse telefone! O que você pensa que está fazendo? O médico disse repouso total. Total! Eu não tive que acordar de madrugada para ir ver você na clínica e não tenho que trabalhar dobrado aqui para deixar você ignorar as ordens dele. Você vai ficar longe desse telefone. Longe! Se quiser chegar perto, que seja para ligar para o seu irmão e pedir desculpas. Entendido?

Tomás: Aham.

Sara: Senão eu ligo para Vitória. Agora volta para o seu repouso e para a sua sopinha.

Tomás: Cruzes, você é pior que mamãe – e desliga.

Sara: Como é que é?! Desligou, né, seu covarde!

Patrícia, que ainda estava ali, olhava para Sara como se estivesse prendendo o riso. Ao ver o olhar de Sara, ela apressa-se:

Patrícia: Eu vou ser mesmo suspensa?

Sara revira os olhos.

Sinopse: Orgulho e culpa afastam Tomás ainda mais de sua família, enquanto Júnior começa a se encontrar. Sara e Fernando tomam uma importante decisão assim como Saulo, que reafirma seu compromisso com Vera.

Sneak peak 1:

Rebeca chega à sala de espera.

Rebeca: Boa tarde. Eu tenho uma entrevista marcada às 15 horas.

Mônica: Qual é o seu nome?

Rebeca: Rebeca Santos.

Mônica: Tudo bem. Pode sentar-se ali. Ele já vai recebê-la.

Rebeca se senta e começa a olhar o ambiente em volta. Os olhos dela se demoram um pouco na porta. Ela leu o nome colado em letras pretas no vidro.

Rebeca: Ai meu Deus.

Ela começa a se levantar quando Mônica recebe uma ligação.

Mônica: Rebeca Santos? Você é a primeira. Pode ir.

Rebeca fica parada, em choque.

Mônica: Nervosismo? Ele é legal, não precisa ter medo. Vamos?

E Mônica a leva até a porta.

201p

Para ler o episódio, clique aqui.

Para baixar o arquivo em .pdf, clique aqui.

A segunda temporada está começando! Tudo novo, de novo! Temos novas histórias para os nossos queridos personagens, grande mudanças, amadurecimentos, decepções, caminhos totalmente novos… Assim como a chegada de novas pessoas na vida dos Andrades!

Agora, eu vou me aprofundar no primeiro episódio, que eu tive o privilégio de escrever! O 2.01, Futuro do Pretérito, como o próprio nome sugere, é um agrupamento do que aconteceu até o fim da primeira temporada e como eles vão lidar com as dificuldade daqui para frente.

Temos Carlos ainda muito triste e confuso com o término do relacionamento com Sérgio. Júnior e Tomás são outros dois que estão enfrentando baques sofridos na primeira temporada. O julgamento do acidente de Vitória está acontecendo e novas informações serão reveladas. Júnior começa a repensar sua relação com a família depois da revelação que lhe foi feita, e para isso conta com o apoio de Rebeca, que vira seu canal de comunicação com a família.

Sara está enfrentando os desafios de dar aula, trabalhar na Andanças, cuidar dos filhos e definir seu relacionamento com Ferdi. Enquanto isso, Carol tem que se ajustar ao novo trabalho, e isso lhe dá algum trabalho.

Nora está à volta com os dilemas dos filhos e pretendendo dar uma nova chance à sua vida. Vera e Saulo finalmente registram seu novo negócio juntos.

Agora, aproveitem o episódio!

Sneak 2:

Sara: Minha irmãzinha fazendo dezoito anos! Que absurdo! – Ela diz dando um abraço na irmã caçula.

Carlos: O papai e a mamãe que se cuidem! – Repete o gesto da irmã mais velha, seguido por Carol.

Tomás: Gente, o papai tá chamando. Eu acho que é pra dar o presente da Beca. – Ele passa o braço esquerdo pelos ombros dela e a guia até a garagem.

Rebeca: Ah, mentira que eu vou ganhar um carro! – Ela sorria.

Carol: Eu não teria tanta certeza… – Ela assobia.

Quando eles abrem a porta da garagem e Rebeca olha para dentro, seu sorriso murcha. No lugar do carro, Guilherme e Nora segurando uma caixa de presente.

Guilherme e Nora: Feliz aniversário, filha! – Eles a abraçam e beijam.

Rebeca: Brigado, pai, mãe. – Ela retribui.

Guilherme: Não quer seu presente? – Ela sorri um sorriso fraco.

Rebeca: Lógico. – Ela pega a caixa e a abre. Dentro, uma chave de carro. O sorriso volta ao rosto. Ela pula nos pais, os beijando. – Brigada, brigada, brigada, brigada, brigada!

Sneak 3:

Tomás entra no escritório de Sara e ela desliga o telefone.

Tomás: Quem era?

Sara: Um fornecedor. – Ela responde rapidamente.

Tomás: Mesmo? Qual? – Ele pergunta desconfiado.

Sara: Questionário a essa hora? Sem nem perguntar como eu tô? – Ela tenta mudar de assunto. – Bom dia, Tomás, como vai você?

Tomás: Era uma reunião dos Andrades, né? O que foi dessa vez? Um plano para resgatar o Júnior das garras de seu irmão cruel e insensível?

Sara: Quase. – Ela percebe que essa conversa ia num caminho desagradável e tenta mudar de assunto novamente. – Você recebeu o memorando da Papier?

Tomás: Não é possível que vocês não entendam que o que ele fez é imperdoável!

Sara: O que você fez foi imperdoável!

Sinopse:

O começo da segunda temporada! Todos os personagens ficam entre seu passado e seu futuro. Júnior encara a realidade que descobriu no último episódio e com isso, envolve toda a família. Nora está preocupada com o filho, e faz de tudo para fazer com que ele se sinta bem. Tomás se arrepende e seus problemas se somatizam de uma forma muito mais grave. Sara e Carol tem que lidar com suas escolhas profissionais e pessoais. Carlos sofre com o fim de namoro. Rebeca, Vera e Saulo descobrem novos caminhos a seguir.

Sneak 1:

Carlos está sentado de frente à porta com alguns papéis sobre a mesa. Ele tem a cabeça apoiada nas mãos e o olhar fixo para frente. Na realidade, ele estava pensando em Sérgio, coisa que ele fazia todo dia desde que eles haviam terminado. Ele relembrava os momentos felizes e lamentava o fim de um relacionamento que ele estimava muito. Carlos sempre teve relacionamentos conturbados, mas nenhum tão verdadeiro quanto esse. Pelo menos, era isso o que ele achava.

De repente, a porta se abre com um estrondo e por ela, entram Sérgio e Mônica, a secretária de Carlos.

Mônica: Seu Carlos, eu tentei impedir, mas ele fez questão de entrar sem ser anunciado e eu não consegui segurá-lo.

Carlos: Tudo bem, Mônica, obrigado. – Ele disse surpreso. – Agora, feche a porta ao sair, por favor. – Ela obedece e ele se vira para Sérgio – O que é isso? Você não pode entrar quando quiser, como quiser… E se eu estivesse em reunião, com um cliente, sei lá…!

Sérgio: Esse sei lá seria outro homem? – Ele interrompe o falatório de Carlos.

Carlos: E por acaso você se incomodaria com isso? – Ele diz seco.

Sérgio: Carlos, me escuta…

Carlos: Pra ser humilhado de novo? Não, brigado.

Sérgio: Fica quieto e me escuta! – O Andrade se surpreende e se cala. – Eu estou muito arrependido de ter dito o que eu disse a você. Nós dois realmente precisamos crescer e amadurecer, mas eu te amo e não posso ficar sem você. – Sérgio vai em direção a Carlos e o beija com força.

Bom, vamos lá para a segunda parte do Starter Kit e destacar acontecimentos da primeira temporada que serão fundamentais para o começo da segunda.

Reviravoltas

Júnior: Júnior começou crente que era um Andrade legítimo e com seus problemas com anfetaminas e álcool. Depois que desacordou e descobriu ter atropelado Vitória, resolveu se internar e para com seu vício. Um trabalho árduo, mas com efeitos. Quando conta para a família do acidente, recebe a bomba de que é adotado.

Rebeca: Começou sem saber quem era seu pai e morando com a mãe, Vera. Conheceu Júnior e os dois quase ficaram juntos, mas aí surgiu a desconfiança de que era filha de Guilherme, confirmado por um exame de DNA. Brigou com a mãe e saiu de casa.

Sara: Começou como uma executiva muito bem casada e mãe de três filhos. Mas as coisas começaram a desandar, ela sofreu um aborto espontâneo seguido de várias crises no casamento. Com uma situação de vida totalmente diferente por causa do divórcio, resolveu fazer também aquilo que sempre quis: dar aulas.

Carol: Começou solteira (ou melhor, encalhada), em São Paulo e falando de Política. No meio do seu percurso, Carol conheceu Roberto e os dois se apaixonaram. Essa paixão, ou amor, mexeu com a cabeça de Carol e fez com que ela decidisse se mudar de volta para o Rio, e com isso abrir mão de certas coisas, como a editoria de Política e seus antigos colegas.

Tomás e Vitória: Bom, os dois eram um casal lindo. Vitória estava grávida e eles esperavam muito esse filho, mas houve um terrível acidente, e Vitória ficou paraplégica. Tudo teria sido melhor e atenuado se pelo menos Tiago tivesse sobrevivido. Isso abalou muito a vida do casal, que ainda teve forças para se manter firme. Porém alguns reflexos, como a dor nas costas de Tomás, demonstram que nem tudo está tão firme assim na casa dos Passos-Andrade e que talvez eles tenham que repensar algumas atitudes.

Carlos: Carlos também começou encalhado e acabou igual. Mas não pense que isso não significou nenhuma mudança. Com seu relacionamento com Sérgio, Carlos amadureceu bastante e criou uma nova linha de raciocínio sobre como deve lidar com sua personalidade.

Nora: Talvez a que tenha mudado mais durante a primeira temporada. Começou acreditando que seu casamento era a coisa mais verdadeira do mundo e acabou descobrindo que isso não era verdade. Demorou um pouco pra se achar de novo, mas está finalmente se ajeitando, com a escrita (em seu blog) e, bem, se intrometendo na vida dos filhos, claro.

Próxima Página »